Moeda da vida

POR: Fernando Pinheiro || Palavras Reflexão

Pessoas mudam o tempo todo…, somos verdadeiros mutantes da vida real! Às vezes, podemos parecer grandes amigos em dados momentos, e em outros oferecer um tratamento frio e superficial. Circunstanciais? Infelizmente somos! (Vale lembrar que passamos!).

Sabemos reclamar de tudo nas melhores das circunstâncias (imagine nas piores!). Porém, parece existir um prazo de validade para as “alegrias” do que chamamos de conquistas ou aquisições.

Temos a necessidade de “consumir”. E quando adquirimos a alegria “disso” tem um prazo…

Não, saúde não é o suficiente! Dinheiro no bolso! Aí sim! As coisas parecem melhorar, pois posso comprar o combustível de minhas “felicidades”…

“Sinto falta de status”, então vou e compro roupas caras. “Sinto falta de amor”, então posso “comprar alguém” que me ame (ao menos fingir isso!).

A vida tem preço? Qual é a moeda para a vida? É a lei da procura e demanda! Pessoas e as circunstâncias, onde o “ser” não é NADA sem o “ter”.

Alegrias duradouras… (duradouras?) Sim, tem prazo, se extingue!

“Oh, preciso comprar uma TV nova, pois a alegria que a anterior me proporcionou já está acabando, porque eu vi que já existem televisores melhores que o meu e cabem (ou não) em meu bolso, eu preciso, eu preciso ter! ”

Necessidade! Palavra que perdeu o sentido. O Necessário virou pouco, e o pouco uma vergonha, para um mundo cheio de valores corrompidos…

Mas é possível descobrir que nessa vida não se tem nada!! Pena que poucos chegam a descobrir isso! Alguns quando a beira de vestir um “paletó de madeira”.

Que Deus nos ajude a amar o PRÓXIMO… (Aqueles que estão PERTO de nós e os que se aproximam). Mesmo que se acheguem com a intenção de “gripar” nossa vida, que o nosso contágio seja maior, adentrando todo o sistema imunológico da maldade e matando as defesas da vaidade…

Novamente me pergunto: Qual é a moeda para a vida? O preço já foi entregue, já foi derramado… A moeda é o SANGUE, Alegria ETERNA!


Nascido em Suzano/SP. Casado, pai de duas princesas. Formado em Letras, Teologia e Pós-graduando em Docência e Gestão do Ensino Superior. Já liderou alguns ministérios na igreja local: Jovens, música, departamento de ensino e missões (inclusive algumas aventuras missionárias entre índios no Mato Grosso). Atualmente é diretor da plataforma de música na Companhia Arte & Mensagem e, esporadicamente, ministra palestras a quem quer que "se arrisque" chamá-lo. Não, ele não sabe assoviar e chupar cana ao mesmo tempo, embora tenha tentado (se é o que pensou!). É "aparentemente" normal, fã de videogames, super-heróis, rock, hq's, filmes e séries, desde ficção científica a romances e dramas que nunca o fazem chorar (pouco).

  • Leonel Neto

    Esse é o meu garoto.
    Ótimas reflexoes para se tornar uma pessoa menos ruim, valew brother!

Cadastre-se

Curta nossa página


Topo